quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Ovário policístico aumenta risco de diabetes e obesidade


Mulheres com síndrome de ovário policístico têm sete vezes mais risco de ter diabetes e podem desenvolver a doença 10 anos mais cedo do que as outras. O alerta é do Hospital das Clínicas (HC), da Faculdade deMedicina da Universidade de São Paulo. Cerca de 28% das pacientes com a síndrome atendidas no hospital sofrem de riscos metabólicos,obesidade ou diabetes.
Segundo o ginecologista do HC, Gustavo Arantes Maciel, as portadoras devem ser cuidadosamente avaliadas para identificar riscos de diabetes, hipertensão e problemas cardiovasculares.

“A síndrome atinge cerca de 10% das mulheres em idade reprodutiva, o impacto na saúde é grande. É preciso investigar fatores de risco, como glicose, colesterol, triglicérides e pressão. A circunferência abdominal também deve ser analisada”, diz.

SINTOMAS:
O ovário policístico é um distúrbio benigno que normalmente se inicia na puberdade e tem controle medicamentoso. Os sintomas são irregularidades na menstruação, aumento de acnes e pelos no tórax, queixo, buço, abdômen e coxas. O problema é a causa mais comum de infertilidade e aumento de peso.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Alergia também ataca no verão e um dos vilões é o ar-condicionado

Nariz coçando, olhos ardendo e lacrimejando, espirros sucessivos e chiado no peito. Os sintomas ‘atacam’ pessoas com problemas alérgicos e respiratórios não só no inverno, mas também no calor. Segundo o diretor da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia, Eduardo Genofre, o entra e sai da rua para ambientes com ar-condicionado e a interrupção do tratamento aumentam as crises. “No verão, muitos param de tomar o medicamento pois se sentem bem, o que é perigoso”, alerta.

Casas de praia e de campo também podem ser um problema. Como ficam fechadas por muito tempo, mofo e fungos se acumulam. Por isso, é preciso providenciar uma boa faxina antes de se chegar ao local e colocar móveis e outros objetos que acumulam poeira para ventilar, além de manter o imóvel arejado.

LIMPEZA E ÁGUA

Genofre ressalta que qualquer pessoa é suscetível às alergias. “A recomendação para todos é limpar frequentemente ventilador e ar-condicionado, manter as narinas umedecidas com soro fisiológico, praticar exercícios físicos, que ajudam a melhorar a respiração e a saúde, e beber bastante líquido para manter o organismo hidratado”, ensina.

Outra dica contra a alergia é evitar varrer a casa, o que espalha a poeira. É preferível utilizar panos úmidos para tirar o pó do chão e dos móveis. Também é prudente não usar produtos químicos com odor forte, como água sanitária e cloro.